Um casal, um sonho e três dias para arrumar tudo e recomeçar

Karen Alves e Fernando Reis

Oi, gente!! Tudo bem? Nós somos Karen e Fernando, o primeiro casal de colunistas do Mochilaí. Então nós também somos a primeira dupla que rompe as fronteiras com o país verde e amarelo. Apresentações feitas e, desde 2015, Nando e eu ensaiávamos sair juntos do país. Eu já tinha morado fora em duas oportunidades, mas ele ainda não.

006-nam-foto-1-casal-praia

Ao mesmo tempo pensávamos muito sobre nosso propósito de vida e coisas que queríamos realizar profissionalmente. A gente desejava fazer um mochilão pelo mundo, mas acabamos postergando para a época que eu começasse os estudos na área que sempre sonhei e que ele saísse para fazer algum curso na área dele.

A bota nos uniu ainda mais

Ele foi para a Itália e eu fiquei, mas desde então a gente conversava muito sobre o assunto, de ter uma experiência em outro lugar, sair da caixa e vivenciar uma nova cultura. O tempo foi passando, a conversa ia e vinha e aí de 2017/2018 decidimos que seria o momento.


006-nam-foto-2-praia-ponte-navio

Pra vocês que estão pensando em algo parecido com o que fizemos, nós cogitamos muitos lugares, e o primeiro da lista era a própria Itália, já que ele já fala italiano, eu estou tirando minha cidadania e nós dois somos apaixonados pela cultura daquele país. Pensamos também em outros países da Europa, além do Canadá e a Austrália. Sobre esse último, eu já tinha morado em Sydney de 2012 a 2014 e sabia que lá teríamos chance de juntar dinheiro e nos beneficiar da segurança e das belezas naturais do país.

Conspirações do carimbo, digo, destino

Até o último minuto a gente titubeou na decisão do lugar. No entanto, em março deste ano tomamos a decisão e começamos a correr atrás da burocracia, que não é pouca. Vou abrir aqui um parêntese para um fato curioso: nos casamos em outubro de 2017 e em janeiro de 2018 fizemos uma comemoração com a família e amigos íntimos. O “tema” escolhido do convite/decoração era “Viagem”.

006-nam-foto-3-casamento-aviao-globo

O irmão do Fê fez o convite em forma de passaporte e a gente pediu pra que ele encontrasse carimbos dos países que já tínhamos visitado. No entanto, o único que ele achou bacana e que deu para colocar, foi o da Austrália (acho que não existem coincidências, né? Ahahaha). Lembro-me das pessoas falarem que a gente já ia embora e perguntarem se íamos para lá. No entanto, juro que ainda não tínhamos nem pensado nisso naquela época.

Acredito que, imprimindo o convite com o tema viagem e já com opção de lugar, compactuamos com um tipo de lei da atração ahahaha. De março a julho, quando recebemos a aprovação do visto, vivemos momentos de tensão, alegria, curiosidade pelo novo e medo. Não deu tempo de organizar tudo muito bem, pois programei meu curso de inglês para o dia 10 de julho e nos últimos dias de junho tivemos a resposta. Era uma quarta-feira. No mesmo dia já fomos olhar as passagens e a única que estava com o preço acessível era para viajar no domingo, ou seja, tínhamos três dias para arrumar nossa vida toda em poucas malas e nos despedir.


006-nam-foto-4-australia

Foi um mix de sensações muito loucas. Uma mistura de alegria com “fodeu” ahahahaha. Quer saber dessa lição? Não nos arrependemos de nada. Até o momento entendemos que mesmo naqueles dias “mais ou menos”, estamos aprendendo e crescendo como seres humanos. Sair da zona de conforto tem nos transformado a cada dia em pessoas melhores, mais empáticas, mais flexíveis e, o principal, dispostas a fazer o nosso melhor para alcançar o que viemos buscar e, assim, retornar ainda melhores e mais capazes para ajudar o nosso país. Saia do conforto você também!

 

MAIS UM CASAL QUE SAIU DO ÓBVIO: 

Os noivos do salar

Karen Alves e Fernando Reis

1 posts