Celebridades e suas estátuas: uma viagem pelo Brasil

Guilherme Renso

ESTÁTUA!! Calma. Não precisa voltar aos tempos de criança e ficar sem se mexer. É que esse é o assunto da matéria: as imagens e bustos que estão espalhadas pelo Brasil e que, além de enriquecer a paisagem de praças, orlas e parques, contribuem para manter acesas as histórias desses personagens, reais ou da ficção. Então, bora lá começar o nosso passeio.

São tantos exemplos que fica difícil até saber por onde começar. E agora, José, o que fazer? Esperamos que Drummond, de onde quer que esteja no plano espiritual, perdoe por esse trocadilho infame.  A estátua do mineiro de Itabira foi inaugurada em 30 de outubro de 2002, por ocasião da comemoração do centenário do escritor, que aconteceu no dia seguinte. Quem assinou o monumento instalado na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, foi o conterrâneo do poeta, o artista plástico Leo Santana.

Quer mais curiosidades? Então pega essa aqui. Naquele mesmo banco onde, hoje, turistas de todo o mundo formam filas para tirar fotos, o mineiro costumava se sentar nos fins de tarde, de costas para o mar, com o intuito de admirar o ir e vir das pessoas.  Mas você já deve estar se perguntando: qual foi a inspiração de Leo Santana para essa pose? A resposta está em uma imagem histórica do fotógrafo Rogério Reis, com Drummond flanando e observando o público em Copacabana.  Ainda no Rio, há também estátuas de Renato Russo, na Ilha do Governador; do Rei do Pop, Michael Jackson, no Morro Santa Marta; de Tom Jobim, em Ipanema, entre outras.    

Do Rio nós vamos desembarcar na Bahia, a nossa Bahia de Gil, Caetano, Gal, mas que também soube reverenciar o legado deixado por Vinicius de Moraes. Ir até Itapuã e tirar uma foto na Praça batizada com o nome do poeta, mais precisamente na representação do cantor e compositor, é um convite para cantarolar a clássica Tarde em Itapuã, de sua autoria com o parceiro de todas as horas Toquinho. A título de curiosidade, o endereço dessa atração é a Rua Carlos Drummond de Andrade. Olha ele aí novamente.


Qual o nosso próximo destino? Dou-lhe uma. Dou-lhe duas. Dou-lhe três. Mais algum palpite? Acertou você aí que disse Governador Valadares, município localizado no estado das Minas Gerais. É lá que está a obra gigantesca do artista plástico Evandro di Caetano, inaugurada em janeiro de 2015. Isso, isso, isso. O personagem agraciado com essa homenagem foi o Chaves, turista mais famoso de Acapulco e o principal morador da Vila.   

 

No interior de São Paulo, mais especificamente em Valinhos, no Centro de Arte, Cultura e Comércio (CACC) da cidade, aprecia a paisagem, enquanto te espera para bater uma resenha e tirar várias fotos, João Rubinato. João quem?, você deve estar se perguntando. Se falarmos em Adoniran Barbosa, fica mais fácil? O mais famoso intérprete de Trem das 11 é o filho prodígio de Valinhos. De tão querido, acabou dando sua alcunha ao CACC, que recebeu o nome de Adoniran Barbosa. 

Gostou? Quer saber se está antenado sobre o assunto?
Então faça esse teste preparado pela UOL.  

http://goo.gl/22Hfpd